Segurança alimentar e emancipação popular em destaque no boletim de setembro

A edição de setembro do boletim destaca o «Sisteminha» de produção integrada de alimentos recém inaugurado em comunidades do Ceará, por meio da ação Comunidades articuladas para velhos e novos enfrentamentos. 

Uma data para ficar na história e mostrar “que é possível nos juntarmos, melhorar nossa vida e continuar firme vencendo a pandemia”. Assim a liderança comunitária Beth Silva define o início do “Sisteminha” de segurança alimentar, inaugurado pelas famílias em 22 e 29 de agosto, com dois tanques de criação de peixes construídos por mutirão nas comunidades do Conjunto Palmeiras e Raízes da Praia, em Fortaleza (CE).

Além da produção de alimentos saudáveis contra a fome em meio à pandemia, famílias apostam na emancipação e construção coletiva de outro modelo de vida e desenvolvimento.

Saiba mais. sobre a ação “Comunidades articuladas para velhos e novos confrontos”, do Movimento dos Conselhos Populares (MCP), realizada pelo Jubileu Sul/Américas e pelo Jubileu Sul Brasil como parte do projeto Protagonismo da Sociedade Civil nas Políticas Macroeconômicas.

“Temos que partilhar a vida de uma forma solidária”

Voluntário do mutirão de construção dos tanques de peixes do Sisteminha integrado de produção de alimentos, Pedro Fernandes defende a partilha para “desenvolver a vida” e superar a crise sociossanitária trazida pela Covid-19. Confira a entrevista.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *