Direitos Valem Mais: Seminário constrói propostas para uma economia que priorize o povo

Redação I Coalizão Direitos Valem Mais

Coalizão pretende reunir demandas e ideias para denunciar o impacto negativo das políticas de austeridade e promover uma rota para saída da crise atual

A economia brasileira não vai bem. Essa é uma condição que se faz relembrar sempre que vamos à padaria, a um supermercado ou à farmácia. Uma realidade ainda mais dura para pessoas que se encontram nas ruas, consequência direta de um empobrecimento que antecede a pandemia, causado pela política de austeridade adotada no país em 2016 e agravada em 2018.

Segundo pesquisas recentes, 62% das pessoas acreditam que nossa economia está na direção errada. A Coalizão Direitos Valem Mais acompanha a avaliação popular e quer propor um outro caminho, com a participação da população e representantes de movimentos sociais dos vários segmentos impactados pela política econômica atual.

Para isso, a Coalizão realiza o seminário nacional Eleições 2022: Que economia queremos?, que acontece nos dias 8, 15 e 22 de junho, sempre às 9h30. Os encontros subsidiarão a produção de um manifesto por uma economia que  leve em consideração as necessidades das pessoas. O documento será entregue a todas as candidaturas populares, para influenciar a construção de seus programas de governo.

Para que esse manifesto seja capaz de representar de fato a diversidade da nossa população, as suas contribuições neste debate serão fundamentais!

Participe preenchendo o formulário de inscrição no link https://bit.ly/SEMINARIODVM. Na véspera de cada encontro, você receberá o link para o encontro diretamente no seu e-mail.

Serviço

Seminário Nacional Eleições 2022: Que economia queremos?
Quando: 8, 15 e 22 de junho, 9h30/12h00
Onde: via zoom (link enviado após inscrição)
Inscrições viabit.ly/SEMINARIODVM

Programação:

Dia 8/06: Impacto da política econômica no cotidiano
9h30 – Apresentação do seminário, com Melisanda Trentin (Plataforma Dhesca)
9h45 – Debate com Pedro Rossi (Unicamp)
10h30 – Debate com Lia Manso (ONG Criola)

Dia 15/06: Efeitos do teto de gastos e das políticas de austeridade sobre as áreas sociais
9h30 – orçamento privado x público, com Livi Gerbase (Inesc)
9h50 – impacto das regras fiscais no orçamento, com Roseli Faria (Assecor)
10h – Impactos da austeridade nos direitos e pelo piso emergencial, com:
Saúde: Ronald dos Santos (ex-presidente Conselho Nacional de Saúde)
Educação: Tânia Dornellas e Andressa Pellanda (Campanha Nacional pelo Direito à Educação),
Assistência Social: Jucimeri Silveira (PUC/PR), Márcia Lopes (CRESS-PR) e
Segurança Alimentar:  Valéria Burity (Fian)
10h30: o que precisamos para ampliar os direitos nessas áreas?

Dia 22/06: Construção do manifesto
9h30 – Apresentação debate e organização das Ideias apresentadas, com Denise Carreira (Plataforma Dhesca) e Ariana Frances (Andeps)
11h – Plenária e encerramento

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *